Samuca Silva anuncia criação da Universidade Popular em Volta Redonda

Assessoria de Imprensa
Notícias

O prefeito de Volta Redonda, Samuca Silva (Podemos-RJ), anunciou a criação da Universidade Popular, que irá oferecer cursos de extensão e profissionalizantes para moradores da cidade. O objetivo é que a UniPop seja instalada no prédio do Colégio Maranhão, no bairro Eucaliptal. O governo do Estado, após encerrar as atividades na escola, cedeu o espaço à Prefeitura de Volta Redonda.

Com isso, a gestão Samuca Silva também promove uma mudança na direção-presidência da Fundação Educacional de Volta Redonda (Fevre). Assume o cargo o professor Waldyr Bedê, que ocupava a direção do Colégio Getúlio Vargas. Eduardo Dessupoio, que ficou à frente da Fevre durante 2017, foi designado para uma nova missão no governo: dirigir a implantação da Universidade Popular.

O prefeito explicou que a Universidade Popular está em fase de implantação. “Nosso objetivo é levar, em conjunto com as faculdades da cidade, cursos de extensão, profissionalizantes e até graduação em nível superior para os bairros. Entendemos que o Eduardo é um profissional capacitado para tocar esse projeto”, disse o chefe do Executivo, ressaltando que o projeto está sendo debatido no Fórum Permanente do Ensino Superior.

Samuca destacou que todos os dados da Fevre de 2017 já foram passados para o novo diretor-presidente. “Estamos fazendo essa mudança estratégica. Tenho muita confiança na Fevre e sempre deixo isso claro. Sou filho da Fevre, do Colégio Getúlio Vargas. Estou sempre à disposição da Fevre e tenho certeza nos avanços que teremos nos próximos anos”, acrescentou o prefeito.